O Meu Começo

                    Comecei a fazer programa a uns 4 anos, morava em Boa Vista, como toda garota sempre sonhei em encontrar meu príncipe encantando e constituir família com ele,  mas a realidade de nós mulheres passa longe da fantasia, terminei o colegial e comecei a trabalhar, por mai que eu trabalhasse o dinheiro nunca dava pra pagar minhas contas, eu sou mulher, gosto de me cuidar, mas sempre faltava dinheiro para fazer o que eu precisava, unhas, cabelos etc.

 

                    Encontei-me frustrada com a rotina que eu estava vivendo, minha vontade sempre foi fazer faculdade, mas o dinheiro mau dava pra cuidar de minha coisinhas de mulher então a vontade de fazer uma faculdade sempre foi algo distante de ser alcançado, tinha grandes amigos no meu trabalho que me me ajudavam nos afazeres do trabalho sempre que precisei, depois de algum tempo percebi que um colega de trabalho muito próximo me olhava de um jeito difetente e isso não me incomodou, ao contrario, me senti muito desejada apesar de no meu íntimo eu ainda estava em débito comigo mesmo em relação a salão, unhas etc.

 

                    Com o passar do tempo comecei a me complicar nas contas, pois quase sempre eu ficava no limite devido a contas, foi aí que começou a ser percebido pelo meu colega de trabalho que eu estava precisando no minimo me desafogar das dividas, este colega que nesse relatoi darei o nome de Arnaldo era uma pessoa super legal e amigo.

 

                    A Empresa onde o Arnaldo e eu trabalhávamos um dia organizou uma festinha onde me arrumei com um lindo vestido vermelho que chamou bastante atenção, este meu amigo Arnaldo quando viu não resistiu e chegou conversando comigo de uma forma tão carinhosa que deixei desenrolar onde iria terminar essa história, eu não imaginava que ele ao final da festa iria se declarar dizendo que sempre me observou e que tinha um desejo em forma de Fetiche comigo e perguntou se eu aceitaria uma ajuda em troca de uma noite com ele, mas se caso não quisesse ele poderia ajudar mesmo não passando a noite com ela, mas que esta era a vontade dele a tempos, assim neste momento eu fiquei sem ação, pois ele era muito legal, e também eu sabia que ele tinha conhecimento das minhas dificuldades financeira, eu estava precisando de dinheiro, aí pensei, que poderia apenas aceitar o dinheiro como ele havia falado, mas achei injusto até porque eu também queria passar uma noite com ele já que ele era muito legal e cheiroso demais.

 

                    Passando um certo tempo eu acabei topando, foi tudo bem programado, ele pagou um motel muito chique além de ser um local discreto não muito longe do trabalho, pensei " pronto, aceitei e estou no motel com ele, e agora? ", bom apesar do meu medo tudo correu bem, ele foi educado, deixou o dinheiro cuidadosamente perto da cabeceira da mesa, transamos e após tomarmos banho conversamos muito, ele era bem mais experiente do que eu e me auxiliou em entender algumas coisas que ainda ainda me deixando a vontade para fazer perguntas, aí que ele também ficou a vontade em responder e acabei descobrindo que ele sempre saia com Garotas de Programas e passamos um bom tempo nesse tema a qual era novo para mim e logo percebi que seria um complemento bom para o pouco que eu recebia.

 

                    Passado algum tempo eu sai do trabalho e hoje trabalho em tempo integral (24hs) com programas, hoje consigo fazer as coisas que sempre gostei tais como ir no salão de beleza com bastante frequência, consegui comprar meus apartamento, pois tenho um em Manaus e outro em Boa Vista,   comprei  meu carro e o que mais me deixa mais tranquila é que consigo pagar a minha faculdade.

 

                    O Meu inicio foi muito tranquilo, pois no inicio selecionei meus clientes que em sua maioria era conhecidos de outros clientes,  tive pessoas  legais assim como tive pessoas não tão legais em minha vida,  hoje já não sou tão seletiva até pra manter o meu padrão, já tenho clientes fixos tanto em  Boa Vista quanto em Manaus, me divido nesses dois lugares durante o ano, eu tenho conhecimento de que a vida de uma Garota de Programa não é um mar de flores, mas é algo que temos que conviver, pois escolhi isso e tem dado muito certo, penso em deixar essa profissão, mas também penso que muitas pessoas tem empregos normais e recebem por um mês de trabalho o que eu ganho muitas vezes em um dia, pois vivendo 24 horas como Garota de Programa eu me dou o luxo de pode viajar para atender cliesntes mais excentricos muitavezes e que pagam bem.

 

Autora:Anne

©Todos os Direitos Reservados